China vai injetar US$ 15 bilhões na infraestrutura brasileira

O Claifund (Fundo de Cooperação Chinês para Investimento na América Latina) confirmou investimentos somando US$ 15 bilhões para obras de infraestrutura no território brasileiro que terão início neste mês. O dinheiro é parte do Fundo Brasil-China, um acordo fechado na semana passado entre os governos dos dois países e que receberá ainda US$ 5 bilhões de instituições financeiras nacionais.

O dinheiro será aplicado em setores sensíveis como agricultura, agroindústria, logística, energia, recursos minerais e tecnologia avançada. Negociado desde 2015, o Fundo Brasil-China será operado pelo BNDES e Caixa Econômica Federal, com a administração de uma secretaria-executiva de Assuntos Internacionais, subordinada ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

“É um mecanismo inovador de financiamento. De todos os fundos geridos pelo Claifund (fundo chinês para investimento na América Latina), este é o único que tem acordo paritário, ou seja, com decisões do mesmo peso dos dois lados. É uma conquista”, comemora  secretário de Assuntos Internacionais do Ministério, Jorge Arbache. (Agrolink)

Continue Lendo

26 Mar Mensagem ao produtor rural, aos nossos clientes e fornecedores

Mensagem ao produtor rural, aos nossos clientes e fornecedores

Geral

Milhões de pessoas estão isoladas em suas casas devido à pandemia do coronavírus. Porém, para que essas pessoas fiquem em casa, muitas outras precisam trabalhar para garantir itens básicos, como o pão na mesa. É assim no campo, onde o produtor segue trabalhando de sol a sol, é assim com as empresas de transporte, com […]

Mais Detalhes
13 Fev Milho: Mercado brasileiro deve manter preços firmes durante todo ano

Milho: Mercado brasileiro deve manter preços firmes durante todo ano

Economia

O mercado brasileiro de milho deverá manter seus preços fortes e remuneradores durante todo o ano de 2020, segundo avalia o analista Roberto Carlos Rafael, da Germinar Corretora. Os estoques baixos e a demanda firme – tanto no consumo interno, quanto para exportação – deverão ser os dois principais fatores de sustentação dos valores. Rafael […]

Mais Detalhes
27 Jan Silos públicos do Porto de Paranaguá voltam a receber cargas

Silos públicos do Porto de Paranaguá voltam a receber cargas

Economia

Depois de reformas e um ostensivo controle de pragas, os silos públicos horizontais do Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá voltam a receber carga. Localizados no cais, em frente aos berços 212 e 213, os armazéns são destinados ao farelo de soja. A expectativa dos operadores é movimentar 120 mil toneladas do produto pela […]

Mais Detalhes