1954 | Um visionário

No Brasil pré-industrial, o café é a grande fonte de divisas. A broca é a sua principal praga. Os inseticidas em pó para combate-la são importados e caros. A Nortox é fundada no dia 14 de abril, em Apucarana, por Osmar Amaral. Com um só produto em catálogo, inicia suas atividades combatendo a broca do café.

1954
1954
1954

Anos 60 | Ciclo do algodão

O café em declínio. Ocorre o “boom” do algodão, cultura que deu suporte ao desenvolvimento da indústria têxtil no Brasil. Nesta época, a produção de grãos no Brasil era de 17,2 milhões de toneladas, menor que as necessidades do país. A produtividade era de 783 kg por hectare.

A Nortox entra no mercado de inseticidas para algodão. Na mesma década, pela necessidade de ampliar e diversificar a produção, transfere-se para Arapongas, no distrito de Aricanduva, onde constrói moderna unidade industrial.

Anos 60

1972 | O problema das plantas daninhas

A década de 70 é a os herbicidas. Eles são estrangeiros e custam muito caro. O primeiro grande herbicida para o algodão foi a Trifluralina, que seria importante também na soja. A produção nacional de grãos subiu para 30 milhoes de toneladas e a produtividade para 1.748 kg por hectare.
A Nortox entra no mercado de herbicidas, sintetizando Trifluralina e, aos poucos, dominando a tecnologia para a produção dos intermediários à sua fabricação.

1972

1983 | A era do plantio direto

No começo dos anos 80 chega ao Brasil o herbicida Glifosato, que permite o plantio direto, técnica que tem enorme vantagem sobre as outras, porem de alto custo. Mais uma vez pioneira, a Nortox inicia a produção de Glifosato no Brasil e torna possível a adoção dos plantio direto em larga escala no País, graças à redução do custo, que caiu de US$ 24,00 o litro para US$ 5,00.

1983

1990 | A era da globalização

Como resultado da globalização, ocorrem inúmeras fusões de empresas e muitas linhas de produção de agroquímicos são fechadas no Brasil. A Nortox, o contrário, amplia sua oferta de produtos e sintetiza novas moléculas, beneficiando –se do crescimento do agronegócio brasileiro, que quadriplicou com dez anos.

1990

2004 | Nova fronteira agrícola

O desenvolvimento de sementes adaptadas permite o plantio de soja no Cerrado. Porém, o custo do transporte de insumos encarece a produção. Começa a produzir a segunda unidade industrial da Nortox, instaladas em Rondonópolis – MT, melhorando a rentabilidade das lavouras em grandes extensões do Cerrado.

2004

2009 | Consolidação

O Brasil tem 50 milhões de hectares cultivados e potencial para multiplicar rapidamente essas áreas sem invadir florestas. O agronegócio tem muito a crescer. A Nortox é a maior empresa nacional de agroquímicos e olha para o futuro cheia de otimismo.

2009

2009-2010 | Cana decola

O mercado nacional de açúcar e álcool a agropecuária, que contribuem de forma significativa para a economia brasileira, demandam cada vez mais por produtos de qualidade. A Nortox entra no mercado de cana-de-açúcar e pastagens.

2009-2010
2009-2010

2011 | Proteção + produção

Referência nacional em soluções competitivas e seguras para a proteção dos cultivares nacionais, chegou a hora de apostar também na nutrição. A Nortox entra na área de nutrição vegetal, formada por micronutrientes e bioativadores de eficácia comprovada no campo.

2011
2011

2014 | Nortox 60 anos

A produção nacional de grãos sobe para 195 milhões de toneladas. E a produtividade para 3.550 kg por hectare. A Nortox é a única empresa nacional entre as dez maiores do segmento no Brasil. Hoje a empresa tem soluções para todo agronegócio brasileiro com produtos de qualidade e uma história em defesa do nosso produtor rural. Enfrentou os poderosos, quebrou patentes e garantiu produtos para o campo que trouxeram uma vigorosa economia para a produção.

2014

2017 | Presente

A Nortox é um verdadeiro canteiro de obras, com investimentos de peso em sua planta industrial. Além disso, investe R$ 15,8 milhões no desenvolvimento e registro de novos produtos para fazer frente às novas demandas do campo.

2017
2017
2017