Mercado do milho perdeu força, mas fechou outubro em alta

Depois da forte valorização nas primeiras semanas de outubro, os preços do milho recuaram no mercado brasileiro no final do mês que se encerrou. Os principais fatores foram a queda do dólar frente à moeda brasileira e o menor volume exportado pelo Brasil, na comparação mensal.

As chuvas mais regulares e o avanço da semeadura da safra de verão 2019/2020 também colaboraram com este cenário mais frouxo de preços do cereal no mercado interno.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP a saca de 60 quilos fechou cotada em R$42,50, frente a negócios em até R$44,00 por saca na primeira quinzena de outubro.

Para o curto prazo, o câmbio mais fraco e o ritmo mais lento das negociações no final de ano deverão manter o mercado mais calmo e recuos nos preços não estão descartados.

Na B3, os contratos futuros de milho apontam para um cenário de cotações andando de lado, mais frouxas, até o começo de 2020 e um cenário mais firme no primeiro trimestre do ano que vem.

Para o médio e longo prazos (primeiro semestre de 2020), os estoques menores, a previsão de demanda firme e de um clima menos favorável em relação ao mesmo período na temporada 2018/2019 são fatores de sustentação para as cotações do cereal, em reais.

(Fonte: Scot Consultoria/Agrolink)

Continue Lendo

12 Nov Movimentação de contêineres cresce 15% no Porto de Paranaguá

Movimentação de contêineres cresce 15% no Porto de Paranaguá

Economia

A movimentação de contêineres no Porto de Paranaguá aumentou 15%. De janeiro a outubro deste ano, 726.393 unidades (TEUs) chegaram e saíram pelo terminal paranaense. No mesmo período, em 2018, foram 633.710.   De acordo com o diretor de Operações da empresa pública Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Júnior, a demanda do setor […]

Mais Detalhes
06 Nov Mercado do milho perdeu força, mas fechou outubro em alta

Mercado do milho perdeu força, mas fechou outubro em alta

Economia

Depois da forte valorização nas primeiras semanas de outubro, os preços do milho recuaram no mercado brasileiro no final do mês que se encerrou. Os principais fatores foram a queda do dólar frente à moeda brasileira e o menor volume exportado pelo Brasil, na comparação mensal. As chuvas mais regulares e o avanço da semeadura […]

Mais Detalhes
22 Abr Colheita de soja no Brasil vai a 92% da área; chuva atrapalha no RS

Colheita de soja no Brasil vai a 92% da área; chuva atrapalha no RS

Economia

A colheita de soja da safra 2018/19 no Brasil avançou para 92 por cento da área até a última quinta-feira (18), alta de 4 pontos percentuais em uma semana, mas com chuvas no Rio Grande do Sul atrapalhando os trabalhos, informou a AgRural nesta segunda-feira.   As atividades de campo estão concentradas basicamente no Estado […]

Mais Detalhes