Feira reúne o que há de mais moderno na produção leiteira do PR

Começou nesta terça-feira e segue até o próximo sábado (19) a Agroleite 2017, no município de Castro, nos Campos Gerais, e que reúne o que há de mais moderno para a pecuária leiteira em tecnologia, ciência e fornecimento de insumos e medicamentos. Este ano, a feira tem como tema “Tempos Modernos na Cidade do Leite”.

O secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, participou da abertura do evento e, segundo ele, a Agroleite reflete a característica principal da bacia leiteira dos Campos Gerais, que é a mais qualificada do país. “E é essa a meta que queremos para o Estado, estender o padrão de qualidade do leite obtido nesta região para outros polos produtores de leite para que o Paraná se torne exportador de leite”, disse. Ele acredita que o Paraná estará em condições de exportar o produto em até 10 anos.

O Paraná caminha para ser o segundo maior produtor de leite do País, com um volume de produção de 4,8 bilhões de litros por ano, que geram um faturamento bruto de R$ 6 bilhões anuais. A meta é fomentar o crescimento da pecuária leiteira em outras regiões do Estado de forma organizada, como se faz na bacia leiteira dos Campos Gerais, especificamente nos municípios de Castro, Carambeí e Arapoti.

Ortigara destacou que a Secretaria da Agricultura e Abastecimento está investindo em ações para melhorar a qualidade da matéria-prima produzida no Estado, para que alcance os níveis exigidos pelos mercados compradores.

Para o secretário, a Agroleite representa uma oportunidade de avanço para os produtores de leite, porque reúne conhecimento, possibilidades de investimentos e acesso a ferramentas que podem fazer a cadeia produtiva crescer ainda mais.

AÇÕES – Ortigara lembrou outras ações da Secretaria para melhorar e aumentar a produção leiteira no Estado. Uma delas é o aporte feito para obter ganhos de produtividade nas bacias leiteiras do Oeste e Sudoeste. Antes da ação governamental, as bacias eram incipientes. Hoje são grandes regiões produtoras, sendo o Sudoeste a maior bacia leiteira do Estado, com um volume de produção de 1,2 bilhão de litros por ano. O Oeste, também com uma grande bacia leiteira, alcançou a marca de 1,1 bilhão de litros de leite produzidos por ano.

Outra ação da Secretaria visa melhorar a qualidade do leite, aumentando os índices de proteína e gordura no produto, reduzindo a incidência de células somáticas e contagem bacteriana no leite.

Esse esforço já foi iniciado junto aos pequenos e médios produtores e laticínios, que será complementado com apoio na negociação entre vendedores e compradores de leite, para que haja um reconhecimento do pagamento pela qualidade do leite recebido.

PRESENÇAS – Estavam presentes na abertura da Agroleite 2017 o presidente da cooperativa Castrolanda, Franz Borg; o diretor do BRDE, Orlando Pessuti; o presidente da Ocepar, José Roberto Ricken, os presidentes do Instituto Emater, Rubens Niederheitmann; do Iapar, Florindo Dalberto e o diretor-geral da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, Otamir Cesar Martins. (AEN)

 

Continue Lendo

22 Abr Colheita de soja no Brasil vai a 92% da área; chuva atrapalha no RS

Colheita de soja no Brasil vai a 92% da área; chuva atrapalha no RS

Economia

A colheita de soja da safra 2018/19 no Brasil avançou para 92 por cento da área até a última quinta-feira (18), alta de 4 pontos percentuais em uma semana, mas com chuvas no Rio Grande do Sul atrapalhando os trabalhos, informou a AgRural nesta segunda-feira.   As atividades de campo estão concentradas basicamente no Estado […]

Mais Detalhes
15 Fev Movimentação de cargas no Porto de Paranaguá cresce 20%

Movimentação de cargas no Porto de Paranaguá cresce 20%

Economia

De acordo com o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Fernando Garcia, Paranaguá segue como o maior porto graneleiro da América Latina. A nova gestão pretende ampliar ainda mais os investimentos voltados para o agronegócio. “Ainda neste ano serão concluídas as obras do corredor oeste de exportação. O berço 201 […]

Mais Detalhes
17 Jan Valor da Produção Agropecuária fecha 2018 em R$ 569,8 bi

Valor da Produção Agropecuária fecha 2018 em R$ 569,8 bi

Economia

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) encerra o ano de 2018 em R$ 569,8 bilhões, menor do que o valor recorde obtido em 2017, de R$ 582,3 bilhões. Os valores da produção de algodão e de soja foram os maiores registrados na série iniciada em 1989. Esses resultados trouxeram importantes benefícios, especialmente àqueles estados […]

Mais Detalhes